Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
12
12 DEZ 2023
SAÚDE
Centro Médico de Infectologia de Santo André é destaque em prêmio nacional do SUS
enviar para um amigo
receba notícias
Trabalho focado no bem-estar das pessoas vivendo com HIV foi premiado entre os mais de 400 projetos inscritos
Santo André, 12 de dezembro de 2023 - O Centro Médico de Especialidades Referência em Infectologia de Santo André ficou na segunda colocação do prêmio CriAção SUS 2023 na categoria Atenção Especializada. A premiação, que é inédita, reconhece cases de sucesso implantados em instituições do Sistema Único de Saúde (SUS) de todo o Brasil. 
 
O projeto andreense intitulado “Indetectar o HIV e limitar reservatórios, favorecendo estratégias futuras de cura, através do diagnóstico de casos agudos e identificação dos incidentes (recém-infectados) que sustentam a epidemia” foi implantado no município e colabora para boa saúde das pessoas que vivem com a doença.
 
“Conviver com o HIV ainda é algo que assusta muita gente, existe o preconceito, mas, graças aos esforços da ciência e a trabalhos como os desenvolvidos em Santo André, as pessoas soropositivas podem viver com mais qualidade de vida e saúde. É importante esse reconhecimento e devemos compartilhar as boas ações”, comentou o secretário de Saúde, Gilvan Júnior.
 
A premiação dos trabalhos foi divulgada na última sexta-feira (8), na sede da Opas/OMS (Organização Pan-Americana de Saúde), em Brasília, com os 15 finalistas divididos em cinco categorias. No total, mais de 400 projetos de saúde pública implantados em diferentes serviços SUS participaram da premiação, que é uma iniciativa inédita do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde (Ibross) apoiada pelo Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Instituto Ética Saúde. 
 
O objetivo da premiação é reconhecer, destacar, incentivar e disseminar as ações e projetos de sucesso na gestão da saúde pública brasileira, com a finalidade de solucionar problemas concretos e proporcionar mais qualidade, segurança e eficácia no atendimento aos pacientes.
 
O HIV não tem cura. A ação desenvolvida em Santo André promove acompanhamento e adoção de hábitos saudáveis, como cuidar da alimentação e realizar atividades físicas, entre outras. Com a execução de ações e comprometimento dos pacientes, pode-se alcançar o que se chama de HIV indetectável. 
 
A carga viral é um conceito muito usado por profissionais na área da saúde, que significa, resumidamente, a quantidade de vírus presente no corpo. Quando o paciente está indetectável, significa que a quantidade de vírus é tão baixa que o exame de sangue não consegue identificar. Para as pessoas convivendo com o HIV, apresentar a carga viral indetectável é algo muito importante, pois permite uma vida mais saudável, com menos risco de desenvolvimento da síndrome da imunodeficiência adquirida (Sida ou Aids).
 
Prêmio - O CriAção SUS incentiva a implantação de novas tecnologias e de soluções inovadoras que contribuam com o desenvolvimento e o fortalecimento do SUS. Um dos critérios avaliados na seleção dos finalistas foi a possibilidade de o case ser replicado em outros serviços públicos de saúde pelo país. Os 15 trabalhos selecionados passaram pelo averiguação de uma banca examinadora formada por especialistas em saúde da Opas, do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que recebeu cerca de 400 inscrições de cases de todo o país.
 
Foram considerados os serviços como Unidades Básicas de Saúde, Estratégia de Saúde da Família, Centros de Atenção Psicossocial, Centros de Referência em Assistência Farmacêutica, laboratórios, serviços de Vigilância em Saúde, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), serviços de atendimento móvel às urgências e emergências, hospitais gerais ou especializados de baixa, média e alta complexidade com atendimento total ou parcial pelo SUS, dentre outros.
 
Autor: Thiago Oliveira
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia