Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
08
08 JUN 2022
DESTAQUES
Defesa Civil de Santo André inicia Operação Estiagem
enviar para um amigo
receba notícias
Ação visa diminuir riscos no período mais seco do ano
Santo André, 8 de junho de 2022 - A Prefeitura de Santo André, por meio do Departamento de Proteção e Defesa Civil, iniciou nesta quarta-feira (8) a Operação Estiagem, iniciativa que contempla ações de prevenção voltadas ao período do ano em que há menos ocorrência de chuvas.
 
O plano estabelece os procedimentos a serem adotados pelos órgãos envolvidos na prevenção e resposta a emergências e desastres relacionados à estiagem, visando a preservação da vida humana, do patrimônio e do meio ambiente.
 
A iniciativa ocorre no período em que a umidade relativa do ar é menor e as probabilidades de incêndios em áreas verdes e em moradias localizadas no seu entorno aumentam, principalmente em localidades de maior vulnerabilidade social.
 
“Com a implantação deste plano, vamos desenvolver um conjunto de medidas com foco na prevenção, com atendimentos emergenciais e assistenciais para preservar a qualidade de vida. Santo André é referência em ações preventivas e a nossa Defesa Civil desempenha papel fundamental na proteção da nossa gente, sempre se antecipando aos problemas e minimizando seus efeitos”, diz o prefeito Paulo Serra.
 
A Operação Estiagem reforça a presença de Santo André como participante da ONU Making Cities Resilient 2030 – Construindo Cidades Resilientes, iniciativa da Organização das Nações Unidas visando tornar municípios mais seguros e evitar riscos.
 
O plano de contingência para o período de estiagem inclui ações de educação, prevenção e resposta, otimizando os meios humanos e materiais, seja do poder público municipal, da iniciativa privada e da sociedade civil organizada. O programa foi desenvolvido a partir da análise das avaliações e mapeamentos de risco efetuados e dos cenários de risco identificados como prováveis e relevantes, caracterizados como hipóteses de desastres.
 
Outra iniciativa importante é o treinamento de servidores para o combate a incêndios florestais. A previsão é treinar cerca de 300 servidores, com o intuito de prepará-los para o combate a focos iniciais de incêndio, evitando grandes desastres. O treinamento, além de dar orientações sobre técnicas de combate ao fogo, visa motivar e estimular o servidor a tomar medidas preventivas, sendo um multiplicador de boas práticas em sua casa e com as pessoas ao seu redor.
 
Entre as ações do plano, estão ainda a orientação à população quanto às medidas destinadas à promoção e recuperação da saúde, a partir do acompanhamento dos índices de umidade relativa do ar; apoio ao Corpo de Bombeiros com medidas antecipadas à deflagração de focos de incêndios em coberturas vegetais; sensibilização e informação em relação ao perigo da soltura de balões, queima de resíduos, queima de vegetação em terrenos e lotes, pontas de cigarros acesas e economia de água, entre outros.
 
O acompanhamento do índice de Umidade Relativa do Ar (URA) é a base fundamental do plano de contingência para o período de estiagem de Santo André, seguindo parâmetros internacionais para o desencadeamento de ações, estabelecidos pela Organização Mundial de Meteorologia, pela Organização Mundial de Saúde, e pela Organização Internacional de Proteção Civil, e está estruturado em quatro níveis, indicando, progressivamente, a possibilidade de ocorrências de incêndios em coberturas vegetais e danos à saúde da população.
 
É importante lembrar que a população não deve jogar lixo em locais inadequados, não queimar resíduos, não fazer fogueiras ou colocar fogo em vegetação, não soltar balões que podem causar grandes incêndios e danos à toda a população, além de ser crime ambiental. Para informações e solicitações, a Defesa Civil pode ser acionada através do telefone 199.
 
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia