Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
26
26 JUL 2022
Premiação comprova sucesso do projeto de formação de atletas no basquete andreense
enviar para um amigo
receba notícias
Crias da base de Santo André, Stephany e Sassá são destaque em evento da Federação Paulista; Lays também leva troféu
 
Santo André, 26 de julho de 2022 - A semente plantada por Laís Elena no basquete feminino de Santo André segue dando frutos. Com a manutenção do trabalho justamente por sua fiel escudeira Arilza Coraça, a modalidade permanece como referência na captação e lapidação de talentos desde as categorias de base até o profissional. E o resultado mais uma vez apareceu, desta vez comprovado na premiação das melhores do Campeonato Paulista 2021, promovida pela Federação Paulista de Basquete, com três atletas da equipe principal em destaque.
 
A jovem ala Stephany foi apontada como “revelação” do torneio, enquanto Sassá recebeu a premiação como “melhor pivô”. Ambas estas jogadoras, aliás, chegaram bem jovens ao projeto do basquete feminino de Santo André, se profissionalizaram e hoje estão, inclusive, na Seleção Brasileira – Stephany na sub-18 e Sassá na principal. A outra atleta andreense premiada no evento da Federação Paulista, realizado no último sábado (23), foi Lays, como a “melhor armadora”.
 
“Sassá e Stephany são colheitas do nosso investimento na formação de atletas, que tem como objetivo vestir a camisa de Santo André, da seleção paulista e chegar à Seleção Brasileira. Ambas tiveram essa mesma trajetória”, exalta a coordenadora do basquete andreense, Arilza Coraça, que era justamente a técnica do time no vice-campeonato do Paulista de 2021.
 
“É preciso valorizar o respeito que a atual gestão tem com o projeto desde a base. E isso não só com o basquete feminino, mas também em outros esportes. Por isso somos a Cidade Sul-Americana do Esporte, por conta desse trabalho com as crianças também”, emenda Arilza, que se despediu da função de treinadora como campeã no Jogo das Estrelas da Liga de Basquete Feminino, em junho.
 
Premiação - Como Sassá está junto com a Seleção Brasileira (em período de treinamento na cidade de Salto, preparando-se para o campeonato Sul-Americano, na Argentina, entre 1º e 6 de agosto), o atual treinador da equipe andreense Rafael ‘Choco’ representou a atleta e recebeu o seu troféu, participando do evento nas companhias de Stephany e Lays.
 
Trajetórias - Sassá chegou ao Santo André aos 13 anos, vinda de Santos, ingressou na equipe mirim e evoluiu até chegar ao profissional. Nesta trajetória, defendeu a Seleção Brasileira em diversas categorias de base. Após se consolidar no adulto, fez uma breve pausa na carreira para realizar o sonho de ser mãe, regressando às quadras dois anos depois. Atualmente, além de vestir a camisa do Brasil no 5x5, também é frequentemente convocada à equipe 3x3, com a qual foi vice-campeã da AmeriCup e recentemente disputou o Mundial. Atualmente, tem 27 anos.
 
Stephany, por sua vez, está no time andreense desde seus 14 anos. De lá para cá, soma conquistas, sendo tricampeã paulista na base e campeã sul-americana com a Seleção Brasileira. Atualmente, defende o Brasil na modalidade 3x3, na categoria sub-18 – apesar de já integrar o elenco adulto, a jogadora tem 17 anos.
 
“Elas servem como espelho e motivação para as crianças”, finaliza a orgulhosa Arilza Coraça.
 
 | Texto: Dérek Bittencourt
dcbittencourt@santoandre.sp.gov.br / 4433-0142
| Fotos: Divulgação/PSA

 
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia