Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
18
18 NOV 2022
SAÚDE
Santo André mantém força-tarefa do Outubro Rosa até o fim do ano
enviar para um amigo
receba notícias
Hospital da Mulher vai realizar 4 mil exames de ultrassom transvaginal e mamografia até dezembro
Santo André, 18 de novembro de 2022 - A campanha de conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de mama ganhou força durante o Outubro Rosa, mas, em Santo André, a Prefeitura decidiu ampliar até dezembro a força-tarefa que ajuda a identificar de forma precoce esse e outros tipos da doença que acometem as mulheres. Até dezembro, as moradoras da cidade podem realizar ultrassom transvaginal e/ou mamografia em força-tarefa montada no Hospital da Mulher.
 
Os exames são solicitados pelos médicos que atuam nas 34 UBS (Unidades Básicas de Saúde) espalhadas pela cidade, mediante consulta marcada. A expectativa da Secretaria de Saúde é realizar 4 mil exames entre ultrassom transvaginal e mamografia até o fim do ano.
 
"Com essa força-tarefa de ultrassons de mama e transvaginais damos mais um passo importante na atenção à saúde da mulher andreense, estendendo os cuidados para além do Outubro Rosa. Ao dar conta dessas demandas reprimidas, reorganizamos nosso fluxo de atendimento, o que vai gerar celeridade aos novos agendamentos, dentro dos padrões de cuidado humanizado preconizados pelo programa Qualisaúde", comenta o superintendente da Atenção Hospitalar, Victor Chiavegato. 
 
Os exames são realizados com hora marcada, o que facilita a organização diante da demanda natural do Hospital da Mulher. Moradora do Jardim Santo Antônio de Pádua, Amanda Domingos Rodrigues, 26 anos, aguardava ansiosamente para realizar o ultrassom. “É a primeira vez que faço esses exames por solicitação do ginecologista. Graças a Deus nunca tivemos câncer de mama na família, mas reconheço a importância de realizar o acompanhamento. Meu pai tem câncer de próstata, descobriu cedo e faz o tratamento direitinho”, comenta.
 
Dividindo o mesmo banco na sala de espera do Hospital da Mulher estava Lucélia Tomaz da Silva, 59 anos, moradora do Jardim do Estádio. Mais experiente, ela faz acompanhamento todos os anos e ainda dá bronca nas amigas que têm medo. “Só não fiz os exames durante a pandemia. É incômodo, mas é necessário. Muito importante fazer para saber se estamos bem de saúde. Tem algumas amigas que não dão importância e sou daquelas que tento convencer de vir fazer o exame”, destaca.
 
Durante as ações do Outubro Rosa, as 34 unidades de saúde de Santo André realizaram 4.473 coletas de exames de papanicolau. Mesmo com o fim da campanha ou das forças-tarefas de ultrassom e mamografia, os procedimentos são realizados normalmente na rede durante o ano todo, mediante indicação pelos médicos dos equipamentos de saúde.      
Autor: Anderson Fattori
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia