Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
16
16 JAN 2023
SAÚDE
Informatizado e integrado ao COI, Samu de Santo André alcança tempo de resposta médio de 12 minutos
enviar para um amigo
receba notícias
Serviço passou por modernização e apenas nos últimos três meses de 2022 atendeu a 9.589 ocorrências
Santo André, 16 de janeiro de 2023 - Santo André completou em dezembro três meses desde o início do processo de modernização do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que permitiu a prestação dos serviços de atendimento pré-hospitalar móvel, regulação médica e transferência de pacientes graves com mais agilidade e segurança por meio do COI (Centro de Operações Integradas). Apenas nos três últimos meses de 2022, foram registrados 9.589 chamados e o tempo médio de resposta do atendimento foi de apenas 12 minutos.

A primeira etapa da atualização, gerenciada pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que em maio assumiu a administração da rede de urgência e emergência de Santo André, se deu pela troca de computadores e pela instalação de novos softwares nos equipamentos que ficam dentro do COI, de onde são feitos os monitoramentos dos pedidos de ajuda por parte da população.

A integração do Samu ao COI e a informatização dos sistemas agilizaram o tempo de resposta do serviço. “Melhorou muito o trabalho a integração do Samu com os demais serviços do COI. Agora é possível monitorar um atendimento em tempo real e visualizar as demandas necessárias para agilizar o atendimento, incluindo solicitações ao Departamento de Engenharia de Tráfego, da Defesa Civil e até da GCM (Guarda Civil Municipal) para oferecer mais segurança para a população e para os profissionais”, comenta a coordenadora do Samu, Camila Manini.

Outro ponto favorável foi o acompanhamento das estatísticas. “Como agora nosso sistema de regulação está todo informatizado conseguimos dados mais rápidos, o que permite acompanhar mais de perto os resultados. Antes tínhamos que fazer tudo na mão, agora conseguimos produzir planilhas que nos mostram o que está dando certo e o que podemos melhorar para oferecer um Samu com cada vez mais qualidade”, acrescenta Camila.

Secretário de Saúde de Santo André, Gilvan Junior ressalta a importância do trabalho integrado no COI. “É fundamental termos todos os nossos serviços modernizados e integrados por meio do COI. Em uma mesma sala conseguimos acionar diversas forças de segurança e incluir o Samu nesta lista é fundamental para melhorarmos o tempo de resposta, ou seja, que as ambulâncias do serviço cheguem mais rápido até os usuários”, destaca.  

Atualmente, a frota de Santo André é composta por três unidades de suporte avançado, 12 ambulâncias básicas e quatro motolâncias, que agilizam a chegada do atendimento.   
Autor: Anderson Fattori
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia