Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
15
15 ABR 2023
SAÚDE
Santo André retira obrigação do uso de máscara facial em unidades de saúde
enviar para um amigo
receba notícias
Decisão, que já está em vigor, abrange equipamentos públicos, privados e filantrópicos

Santo André, 15 de abril de 2023 - O uso de máscara de proteção fácil não é mais obrigatório em unidades de saúde de Santo André. Seguindo recomendações da Coordenadoria de Controle de Doenças do Centro de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde do Governo do Estado, o prefeito Paulo Serra publicou decreto municipal na sexta-feira (14) flexibilizando o uso do equipamento individual de proteção contra a Covid.

 

A decisão é válida para todos os equipamentos de saúde, público, privado ou filantrópico, desde os de urgência e emergência até as unidades básicas, e já está em vigor. O uso da máscara já havia sido desobrigado em outros ambientes, como o transporte de passageiros.

 

“Seguimos tomando todo o cuidado com a nossa gente e respeitando as decisões dos médicos e cientistas a respeito da Covid. Com ajuda da população estamos vencendo esse terrível vírus que trouxe consequências inimagináveis para o mundo todo”, comenta o secretário de Saúde de Santo André, Gilvan Junior.

 

Apesar da flexibilização, o Governo do Estado segue recomendando o uso da máscara para alguns públicos específicos e que estão mais vulneráveis aos riscos, como pessoas com mais de 65 anos de idade, com alguma imunodeficiência, com comorbidades; pacientes com sintomas respiratórios ou positivos para Covid-19 e seus acompanhantes; pacientes que tiveram contato próximo com caso confirmado durante o período de transmissibilidade da doença (últimos 10 dias) e profissionais que fazem a triagem de pacientes.

 

O uso também é recomendado para profissionais do serviço de saúde, visitantes e acompanhantes presentes nas áreas de internação de pacientes, como, por exemplo, as enfermarias, os quartos, as unidades de terapia intensiva, as unidades de urgência e emergência, os corredores das áreas de internação etc; e nas situações em que houver a indicação do uso de máscara facial como equipamento de proteção individual (EPI) para profissionais de saúde, em qualquer área do serviço de saúde.
Autor: Anderson Fattori
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia