Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
29
29 ABR 2022
AGENDA CULTURAL
CULTURA
Exposição Passagens apresenta obras de todas edições do Salões de Arte Contemporânea de Santo André
enviar para um amigo
receba notícias
Abertura será nesta sexta-feira, no Salão de Exposições do Paço Municipal; no mesmo dia começam inscrições para a 50ª edição da mostra

Santo André, 29 de abril de 2022 – Neste ano, o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto chega à 50ª edição. Criado em 1968, o evento abrigou neste período uma parte significativa dos movimentos artísticos brasileiros. Para marcar a data, a Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Cultura, preparou série de ações a serem realizadas neste ano. A primeira, a exposição Passagens – mostra respectiva com trabalhos selecionados a partir do acervo do Salão, que terá abertura nesta sexta-feira (29), às 19h, no Salão de Exposições do Paço Municipal.

A exposição Passagens contará com 92 obras de todas as edições do Salão realizados desde 1968, além das edições do Salão Jovem de Arte Contemporânea, do período entre 1978 e 1982. Estas obras foram adquiridas por meio de prêmios conferidos aos artistas que participaram de suas edições e integram o acervo do Salão. Entre os artistas que integrarão a mostra estão Antonio Henrique Amaral, Luiz Sacilotto, Sofia Borges, Maria Auxiliadora, Sandra Cinto e Alex Valauri.

Para o coordenador da Casa do Olhar Luiz Sacilotto, Reinaldo Botelho, o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto é reflexo e farol do que aconteceu nestes 54 anos. “Seja por antecipar nomes das artes, como Maria Auxiliadora, premiada já na segunda edição, seja por permitir os coletivos tratarem de questões contemporâneas, como a questão de gênero, a questão social e política numa forma de necessidade de se posicionar frente ao mundo”, comenta. E finaliza: “Nesta exposição temos isto através de temas trans-históricos, ou seja, que atravessam tempos e espaços”.

Outras ações - A programação da comemoração dos 54 anos do Salão terá, ainda, diferentes ações durante todo o ano. As ações são parte das comemorações dos 30 anos da Casa do Olhar.

Inscrição para a 50ª edição - As inscrições para a 50ª edição do Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto têm início também nesta sexta-feira (29) e podem ser feitas até 15 de julho. Elas poderão ser feitas por meio da plataforma CulturAZ. Mais informações e inscrições no link: bit.ly/50SALS

Histórico - Criado em 1968, em plena ditadura militar, o Salão se constitui como um espaço democrático que reúne público, artistas, curadores, pesquisadores e gestores em torno da missão de promover e difundir a arte contemporânea, abrindo-se para a pluralidade de produção artística e a diversidade de interesses das sociedades contemporâneas, tornando-a acessível ao maior número de pessoas possível.

Nestes 54 anos o Salão abrigou parte significativa dos movimentos artísticos brasileiros, como a abstração geométrica, o novo realismo, a pop arte e arte postal, a geração 80, a produção da gravura, da fotografia, do videoarte e do graffiti, a explosão dos coletivos artísticos, das performances e arte digital, as intervenções urbanas e a arte pública.

Nesse percurso o Salão processa novos e velhos sentidos da arte, e com isso transformando-se. De 1968 a 2003 manteve-se como Salão de Arte Contemporânea de Santo André, com um breve intervalo entre os anos 1978-82, quando foram realizados os Salões Jovem de Arte Contemporânea. A partir de 2004 recebeu o nome do mais importante artista andreense, passando a ser conhecido como Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto.

Desde a fundação, o Salão vem constituindo um acervo que atualmente conta com aproximadamente mil obras, adquiridas por meio de prêmios conferidos aos artistas que participaram de suas edições. E em 2019 sua relevância foi honrada com o prêmio Destaque do Ano, concedido pela Associação Brasileira de Críticos de Arte - ABCA.

A gestão do acervo está sob a responsabilidade da Casa do Olhar Luiz Sacilotto e tem obras dos artistas Antonio Henrique Amaral, Maria Auxiliadora, Sandra Cinto, Geraldo de Barros, Alex Vallauri, Hudnilson Jr., Thomaz Ianelli, Arnaldo Ferrari, Vânia Mignone, Lothar Charoux, Rogério Degaki, Sofia Borges, João Suzuki, Luiz Sacilotto, Sergio Romagnolo, Georgia Kyriakakis, Albano Afonso, Paul Setúbal, Cristina Suzuki, Rafael Campos Rocha, Ana Teixeira, Maria Bonomi, Hermelindo Fiaminghi, Wagner Malta Tavares e outros importantes artistas brasileiros.

Serviço:
Abertura da exposição Passagens - mostra respectiva com trabalhos selecionados a partir do acervo do Salão
Local: Salão de exposições do Paço Municipal (Praça IV Centenário, s/n, Centro)
Abertura: dia 29 de abril de 2022, às 19h
Visitação: de 02 de maio a 11 de junho, segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Grátis

Inscrições para o 50º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto
Período: de 29 de abril a 15 de julho
Exclusivamente pela plataforma CulturAZ
Mais informações e inscrições no link: bit.ly/50SALS

Autor: Marcos Imbrizi
Seta
Versão do Sistema: 3.2.9 - 07/12/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia