Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
21
21 JUL 2022
ADMINISTRAÇÃO
Programa Frente Social de Trabalho transforma vidas em Santo André
Foto Noticia Principal Grande
Helber Aggio/PSA
enviar para um amigo
receba notícias
Integrante do projeto, Renata Alencar saiu das ruas e da prostituição para entrar na faculdade e ajudar o próximo
 
Santo André, 21 de julho de 2022 - Uma oportunidade de emprego, ganho de renda, ocupação e qualidade no cotidiano, pode transformar a vida das pessoas. Assim aconteceu com Renata Alencar, cearense radicada em Santo André, que através do programa de zeladoria “Frente Social de Trabalho”, promovido pela Prefeitura desde 2018, por meio da Secretaria de Inovação e Administração, deixou as ruas e a prostituição para aproveitar a oportunidade e hoje cursar uma faculdade.
 
O projeto iniciado há quatro anos já contratou cerca de 1,7 mil pessoas que passam por situações de vulnerabilidade social, beneficiando trabalhadores andreenses desempregados, que estão em situação de risco, proporcionando ocupação, noções elementares de cidadania, qualificação profissional básica e renda, visando assim a preparação para reinserção no mercado de trabalho. Assim aconteceu com Renata, travesti que saiu do Nordeste com 19 anos rumo a São Paulo, com objetivo de dar continuidade à realização de procedimentos estéticos. 
 
“Tive uma mudança difícil para cá, sem emprego, sem oportunidades, e só achei na prostituição uma saída. Morei na rua e passei por diversas situações, mas aos poucos a vida abriu portas e hoje estou alcançando meus objetivos”, diz Renata, que passou a integrar a Frente Social de Trabalho em fevereiro de 2020 e atua como auxiliar de limpeza no prédio do Executivo, no Paço Municipal.
 
Renata conta que, após passar por alguns trabalhos paralelos, achou na Frente Social de Trabalho a oportunidade que esperava. “Sempre tive gosto pelo estudo, aproveitei o meu trabalho de auxiliar de limpeza dentro do programa – que faço com muito orgulho – e comecei a focar nisso, sendo que atualmente estou no terceiro semestre da faculdade de Serviço Social. Meu objetivo principal é ajudar sobretudo o movimento LGBTQIA+, representando todos que passam por dificuldades, por exemplo nos presídios, onde não são assistidos devidamente”, afirma.
 
Renata ainda é amparada pelo Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua) de Santo André, onde frequenta e logo também trabalhará. “Com a evolução dos semestres da faculdade poderei iniciar um estágio no próprio Centro POP para atender a população exatamente na área em que estou cursando. Como já vivi tudo isso na minha vida, sou muito próxima do povo e poderei interagir bem, ajudando esta cidade onde vivo há tantos anos e que não para de crescer e evoluir”, conclui.
 
Formatura - Um dos pilares da Frente Social de Trabalho são os cursos oferecidos, que enriquecem os participantes não apenas de conhecimento, mas também de vivências. Nesta quinta-feira (21), uma turma de cerca de 40 participantes do programa se formou no curso "Transformando Vidas", parte integrante da Escola de Governo, e receberam o certificado de conclusão em cerimônia realizada no auditório Heleny Guariba. 
 
A formação trouxe aulas sobre o combate ao racismo, planejamento financeiro, violência contra mulheres e crianças, comunicação, responsabilidade no trabalho, acidentes, entre outros temas que são pilares de experiência, superação e qualificação.
 
"Quero agradecer a todos, aos amigos que aqui estiveram e aos professores pela oportunidade neste momento importante para nossas vidas", comenta a aluna Aline Moraes. 
 
Programa - O participante da Frente Social de Trabalho recebe auxílio pecuniário no valor de um salário mínimo, transporte integral, refeições, cesta básica mensal em dinheiro, 120 horas de cursos de capacitação, além de seguro contra acidentes para desenvolver trabalhos de limpeza, zeladoria, entre outros. Os que se destacam são indicados para vagas abertas no CPTER (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda).
 
“A Prefeitura de Santo André agiu desde o início da pandemia para proteger os andreenses, e a continuidade da Frente Social de Trabalho visou dar oportunidades de capacitação profissional e, principalmente, renda”, enfatiza o secretário de Inovação e Administração, Pedro Seno.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia