Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
04
04 AGO 2022
SEGURANÇA PÚBLICA
Prefeitura de Santo André interdita três estabelecimentos na Operação Ferro Velho
enviar para um amigo
receba notícias
Ação, que contou com atuação da GCM, Departamento de Controle Urbano, Semasa e Polícia Civil, teve objetivo de coibir furto de peças metálicas
Santo André, 4 de agosto de 2022 - A Prefeitura de Santo André desencadeou nesta quinta-feira (4) a Operação Ferro Velho e lacrou três estabelecimentos por problemas de documentação, um no Núcleo Sacadura Cabral, outro no Núcleo Tamarutaca e também um localizado na Avenida Pereira Barreto. 
 
A ação contou com a atuação da Guarda Civil Municipal (GCM), agentes da Polícia Civil, Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e Departamento de Controle Urbano (DCUrb).
 
Durante as ações da Operação Ferro Velho um foragido da Justiça foi capturado e outro foi conduzido ao 1º Distrito Policial para averiguação de dados. Além disso, 13 quilos de cobre foram apreendidos, oito estabelecimentos foram notificados e 23 averiguados em relação à documentação que atestava o tipo de atividade exercida. A operação teve o objetivo de fiscalizar e, com isso, coibir o furto de peças metálicas como grelhas de bueiros, tampões de ferro, grades, portões residenciais, lixeiras e fios de cobre.
 
“A atuação, junto dos órgãos fiscalizatórios municipais, das polícias e da Guarda Civil Municipal mostra que o trabalho de inteligência é fundamental para frear ocorrências dessa natureza. À medida que damos uma resposta com as forças policiais e as autoridades fiscalizatórias da Prefeitura, este número tende a diminuir e conseguimos saturar esse tipo de crime", destaca o secretário de Segurança Cidadã, Edson Sardano.
 
Os locais onde esse tipo de delito são praticados estão inseridos em um mapeamento direcionado que é realizado pela GCM, em conjunto com as demais forças policiais. Esse mapeamento é fundamental para que ações ostensivas continuem acontecendo em várias regiões da cidade.
 
A comercialização de produtos com origem ilícita é um crime que consta no Código Penal, no artigo 180, e prevê detenção de um a quatro anos em caso de flagrante, além de multa, para quem comete o crime e para quem revende este material.
 
Autor: Daniel Betega
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia