Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
26
26 JAN 2024
OBRAS PÚBLICAS
Teatro Municipal de Santo André entra na reta final de modernização
enviar para um amigo
receba notícias
Equipamento cultural será reaberto ao público em abril, mês do aniversário da cidade

Santo André, 26 de janeiro de 2024 – Um dos maiores símbolos culturais de Santo André está ficando pronto para ser devolvido à população e à cena artística. O Teatro Municipal Maestro Flavio Florence, no Paço Municipal, entrou em fase final de reforma e será entregue em abril.
 
Com a entrega, Santo André terá recebido de presente três equipamentos culturais no mês de aniversário da cidade – O Cine Theatro de Variedades Carlos Gomes foi entregue restaurado em abril de 2022 e o Teatro Conchita de Moraes foi aberto em abril de 2023 após ampla reforma.
 
O Teatro Municipal foi vistoriado nesta sexta-feira (26) pelo prefeito Paulo Serra na companhia da secretária de Cultura, Simone Zárate, da secretária adjunta de Cultura, Azê Diniz, e do diretor do Departamento de Manutenção e Obras da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos, Félix Beserra.
 
“Essa é a maior reforma desde a fundação do Teatro Municipal. A gente tem feito não só modernização, mas reforma estrutural: hidráulica, questão do telhado, acessibilidade. Então é grande reforma somada à modernização que queremos entregar no mês de abril”, declarou o prefeito Paulo Serra. “Entramos na fase final, de acabamento. Acontece tudo ao mesmo tempo: camarins, palco, forro, acessibilidade, iluminação. Tudo vai ser mexido nestes próximos três meses até a entrega”, continuou o chefe do Paço andreense.
 
Já foram realizadas as reformas dos banheiros (com acessibilidade), a troca dos pisos do saguão, da sala de exposição, da bilheteria e da plateia, todas as intervenções hidráulicas nas áreas contempladas, a modernização e upgrade no sistema de ar-condicionado. Estão em fase de finalização a execução da rampa de acesso dos bastidores, a pintura, o forro e a impermeabilização dos camarins, além da instalação do piso do palco, da parte elétrica e a impermeabilização da cúpula do teatro.
 
No total, são 4 mil metros quadrados de área modernizada. “O andreense tem relação afetiva com os símbolos da cidade, e o teatro, em especial, por ter uma das melhores acústicas do Brasil, pelo passado com agenda na cena cultural nacional, tem essa ligação. Então, além da questão estrutural para que funcione melhor, a gente consegue modernizar resgatando o projeto original, nas características, com respeito ao patrimônio histórico”, exaltou o prefeito Paulo Serra.
 
Pela história, tradição e por se tratar de um patrimônio tombado, existe toda preocupação com a manutenção da originalidade do local, que terá 464 lugares, mais quatro poltronas para obesos e quatro espaços para cadeirantes. “Alguns elementos ainda são os mesmos, como as colunas (do palco), o maquinário dos palcos laterais, a manutenção e o funcionamento do fosso da orquestra, então é uma maneira de respeitar toda essa arquitetura pensada lá em 1964 e que foi entregue em 1971”, enalteceu Azê Diniz.
 
Ainda segundo a secretária adjunta de Cultura, a pasta já está trabalhando para o espetáculo que será responsável pela reinauguração deste tão importante e simbólico equipamento. “Estamos recebendo muitos convites, fazendo propostas. Entendemos que tem que ser o melhor para a cidade.”
 
História - Inaugurado em abril de 1971 após quatro anos de construção, o Teatro Municipal de Santo André integra o projeto arquitetônico do Paço Municipal, elaborado pela empresa Rino Levy Arquitetos Associados e pelo paisagista Roberto Burle Marx.
 
Anteriormente chamado de Antônio Houaiss, o espaço cultural passou a se chamar Teatro Municipal Maestro Flavio Florence em 2019, em homenagem ao regente que esteve à frente da Orquestra Sinfônica de Santo André (Ossa) por 20 anos - de 1988 até seu falecimento, em 2008.
 
| Texto: Dérek Bittencourt
dcbittencourt@santoandre.sp.gov.br 
| Fotos: Alex Cavanha/PSA 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia