Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
15
15 JUL 2022
CULTURA
Casa do Olhar recebe exposição inédita de Pontogor neste sábado
enviar para um amigo
receba notícias
Mostra pode ser conferida até 27 de agosto; entrada é gratuita
Santo André, 15 de julho de 2022 - A Casa do Olhar Luiz Sacilotto recebe, a partir deste sábado (16), exposição inédita do artista visual Pontogor, feita especialmente para o espaço andreense. “Chove Sobre Mim a Minha Vida Inteira” é o nome da mostra que traz, além de instalações que levam o público ao pensamento crítico e à descoberta de novas visões de mundo, uma videoarte de 18 minutos criada pelo artista.

A exposição conta ainda com uma obra pintada com suas próprias mãos, em vez de pincéis, feita na própria Casa do Olhar, e a poesia Mandíbula, de Tomas Nóbrega, que pode ser levada para casa pelo visitante. 

A abertura acontece neste sábado (16), às 14h, com presença do público. A exposição de Pontogor poderá ser conferida de 19 de julho a 27 de agosto, de terça a sexta, das 10h às 17h, e sábados, das 10h às 15h. A classificação é livre e a entrada, gratuita.

Na exposição “Chove em Mim a Minha Vida Inteira”, Pontogor apresenta uma série de objetos que foram produzidos a partir de dezembro de 2021. As obras dialogam entre si formando uma trama narrativa que poderia vir de sonhos ou visões. Dando continuidade a uma pesquisa iniciada em 2020, o artista investiga, por meio de suas obras mais recentes, objetos simbólicos que envolvem fantasmas e presenças ausentes.

“Esta é uma exposição muito intrigante, em que Pontogor aborda questões sofisticadas em trabalhos rigorosos, muito bem elaborados”, destaca o curador e coordenador da Casa do Olhar Luiz Sacilotto, Reinaldo Botelho. Segundo o coordenador, não só esta exposição, como as artes visuais são oportunidades de descoberta, momentos de análise sobre as obras em que cada um busca sentido no que vê. “Cada vez que olhamos uma obra, ou mesmo ouvimos uma música, podemos descobrir coisas novas sobre nós e sobre a mensagem que está sendo transmitida”, acrescenta.

Esta exposição na Casa do Olhar fecha uma trilogia, composta pela exposição individual chamada "Ver Como Anda o Mundo Sem os Olhos", realizada na Sé Galeria, em 2021, e uma recente curadoria intitulada "Horror Vacui", realizada na Coleção Moraes-Barbosa, no primeiro semestre de 2022.

Pontogor nasceu no Rio de Janeiro em 1981, mas vive e trabalha em São Paulo. Dentre suas principais exposições estão: "Horror Vacui", curada pelo artista na Coleção Moraes-Barbosa (São Paulo, 2022), "Ver Como Anda o Mundo Sem os Olhos "(Sé Galeria, São Paulo, 2021), "Frente à Realidade, Desisto" (Paço das Artes, São Paulo, 2017) e "Labirinto de Hermes no Programa Hello.Again" (Pivô, São Paulo, 2015).

Além disso, participou de residências artísticas como Batiscafo, em Cuba; Air Antwerpen, na Bélgica; Urra, em Buenos Aires, entre outras. Integrou a 29ª Bienal de São Paulo com "Terreiro a Pele do Invisível" (2010); a exposição AI-5 50 Anos - Ainda não terminou de acabar (Instituto Tomie Ohtake, 2018) com curadoria de Paulo Miyada; e a Performance Arte Brasil 0 (MAM-RJ, 2011), curada por Daniela Labra. Em 2007 ganhou o prêmio Prodem na Bienal Siart em La Paz, Bolívia, com a videoinstalação "Pianos".

Em 2021, comissionado pelo 1º Programa de Pesquisa da Coleção Moraes-Barbosa, realizou o videoensaio "Como Ver um Fantasma?", onde versa sobre vazios, lacunas e ausências, utilizando referências da literatura, artes e ciência. Pontogor é integrante da Cia. Ueinzz de Teatro desde 2015.

Serviço:
Exposição “Chove em Mim Minha Vida Inteira”, de Pontogor
Local: Casa do Olhar Luiz Sacilotto
Endereço: Rua Campos Sales, 414 - Centro
Abertura: 16/7/22 (sábado), às 14h
Visitação: 19 de julho a 27 de agosto - terça a sexta, das 10h às 17h, e sábados, das 10h às 15h
Classificação: Livre
Entrada gratuita

| Texto: Paola Zanei
| Foto: Alex Cavanha/PSA
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia