Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Santo André e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Santo André
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
30
30 NOV 2023
CULTURA
Santo André abre espaço de leitura em centro para pessoas em situação de rua
enviar para um amigo
receba notícias
Apresentação do novo espaço teve música, contação de histórias e oficina de estêncil para os usuários
Santo André, 30 de novembro de 2023 - O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) de Santo André ganhou um espaço de leitura, com livros que podem ser levados pelos usuários para devolução posterior ou leitura no local. A chegada da novidade veio acompanhada de uma série de atividades voltadas para a sensibilização dos assistidos pelos serviços do equipamento.
 
A ação “De repente, o repente das ruas: música e arte em estêncil” foi realizada na última terça-feira (28) e começou com a música Anunciação, de Alceu Valença, sendo cantada pelo grupo Cia Roda Viva e toda a plateia, composta por cerca de 30 usuários do Centro POP. Em seguida foi a vez da contação de histórias, ouvidas atentamente por todos, e por último a oficina de serigrafia, que fez vários dos presentes dedicarem alguns momentos para criar uma imagem que remetesse ao que gostariam de viver no futuro.
 
Segundo o gerente de Bibliotecas, Vitor Hugo Moraes, este é o primeiro polo do projeto de Bibliotecas Comunitárias da Secretaria de Cultura, que tem como objetivo levar leitura a territórios onde não há um equipamento para instalação de uma unidade. “Neste polo estamos atuando em parceria com a Secretaria de Assistência Social, para que nós possamos contribuir com o processo de socialização desses usuários. E nesse projeto, além de trazer uma biblioteca física, queremos trazer atividades para que essas pessoas se sintam assistidas pelo município, se vejam como cidadãos e munícipes com os seus direitos, inclusive o direito de ler, de ter um livro, de pegar emprestado”.
 
De acordo com Moraes, os usuários do Centro POP podem participar da rede de bibliotecas mesmo sem ter a comprovação de endereço – muitos já são frequentadores das unidades. “Nós queremos trazê-los para mais perto, possibilitar que aqueles que não conhecem o nosso trabalho comecem a se aproximar desse potencial que nós temos de levar não só a leitura, mas também a cultura, a arte, uma série de outras ações que possam contribuir para um despertar, uma nova possibilidade de vida, uma reconstrução”, disse.
 
“A promoção de atividades culturais no espaço de convivência do Centro POP contribui para o regaste de autoestima, fortalecimento de vínculo e ressignificação de vida para processos de mudanças futuras. Além disso, as ações atuam como um processo terapêutico, que é de grande importância diante das condições de vulnerabilidades que estão evidenciadas. Além do mais, ações culturais em um espaço coletivo como o nosso propiciam um ambiente alegre, prazeroso e apaziguador, o que é muito benéfico para todos”, disse a encarregada do Centro POP, Francine Monteiro Leal.
 
“Ações como essa ocupam a nossa mente, nossa agitação, porque aqui é um lugar de muitas pessoas com problemas diversos, e essas atividades ajudam a mudar nosso pensamento, tirar as pessoas da rua, droga, da bebida”, disse Sheila Carvalho, que começou como usuária e hoje é representante dos usuários. “Gostei muito de ter participado da atividade. Iniciativas nas áreas artística e de educação são muito importantes para quem está em situação de desigualdade social, de rua, ou morando em favela. A arte traz coisas boas, ajuda no bem-estar das pessoas”, afirmou Renata da Silva Batista, uma das usuárias do Centro POP.
 
O Centro POP vai receber outras ações com música e arte nos próximos meses. A próxima está agendada para o dia 14 de dezembro.

| Texto: Paola Zanei
| Fotos: Alex Cavanha/PSA

 
 
Fonte: Secretaria de Cultura
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia